Reivindicações dos Profissionais de Enfermagem é discutida em reunião na Secretaria Municipal de Saúde de Araguaína

09/04/2021 14/05/2021 11:01 280 visualizações

O profissionais de Enfermagem do município de Araguaína haviam buscado o SEET (Sindicato dos Profissionais da Enfermagem no Estado do Tocantins) por meio de uma comissão para apresentar suas reivindicações e traçar meios de sanar as dificuldades que a Enfermagem vem enfrentando. A categoria cobra um Plano de Cargo, Carreira e Remuneração, que seja eficaz e resguarde os direitos da Enfermagem, além das cobranças de incentivos que foi tirado da categoria, isso inclui melhorias no ambiente de trabalho, distribuição de equipamento de segurança individual e a valorização da enfermagem no município.

A direção do Sindicato em Araguaína reuniram-se aos profissionais para debater, no entanto, nesta sexta-feira, 09, uma nova reunião aconteceu para discussão das reivindicações na presença do Sr. Sandro Rogério Cardoso de Paulo e Sra. Kenya Marlla da Silva Gonçalves, ambos representes da Secretaria Municipal de Saúde, juntamente com os profissionais da enfermagem do município e o Presidente Regional do SEET, Sr. Paulo Maria Batista juntamente com a Advogada do SEET, Dra. Jackelyne Ribeiro Escobar.

Nesta reunião, foram debatidas várias pautas, tendo como foco principal o Plano de Cargo, Carreira e Remuneração e os incentivos que são direitos dos profissionais. Outros pontos que foram debatidos são referentes a continuidade de pagamento da gratificação pela responsabilidade técnica a todos os enfermeiros da rede municipal de saúde; disponibilidade de verba específica em prol das atividades programáticas de promoção à saúde, Pagamento de adicionais de insalubridade aos profissionais que estão no Combate ao Coronavírus.

O representante da Secretaria de Saúde, Sandro Rogério Cardoso de Paulo explicou que foi realizado os cálculos de todo o incentivo e desde 2012 o repasse federal se mantém no mesmo valor, relatou quando a ausência de médicos, em que o Ministério da Saúde descredenciou mais de 05 equipes por conta da ausência dos médicos e em decorrência disso, teve essa supervalorização do incentivo dos médicos. Kenya Marlla da Silva Gonçalves explicou que o incentivo financeiro está atrelado aos valores pagos pelo governo federal em que o decreto prevê que sejam pagos os incentivos financeiros aos profissionais que laboram em atividades ligadas aos programas do governo federal.

Segundo o presidente regional do SEET, Paulo Maria Batista, foi solicitado maior atenção ao PCCR e que o Sindicato irá encaminhar as propostas ao prefeito Wagner Rodrigues com as demandas discutida na reunião. “Acreditamos que este é o momento oportuno pra que os gestores políticos comecem a discussão sobre o melhor gerenciamento das ações tomadas para a categoria da enfermagem”, ressalta.

O SEET aguardará a resposta por escrito da Secretária de Saúde no prazo de 15 dias, bem como, a remarcação de nova data para a reunião com a Secretária Municipal de Saúde, Sra. Ana Paula dos Santos Andrade Abadia, acerca das questões relatadas na reunião.